sábado, 13 de setembro de 2008

A ceia do Senhor e a comunhão

Paz seja com todos! No Domingo dia 07/09, realizamos em nossa igreja a chamada Ceia do Senhor, a qual fazemos uma vez por mês. Esse cerimonial foi realizado pelo Cristo com os seus discípulos na noite em que Judas o traiu e foi entregue para morrer na cruz, ele determinou que o mesmo continuasse a ser feito após a sua partida. Mas o que significa essa preciosa cerimônia? para entendermos bem, precisamos refletir naquele momento glorioso do Senhor. A Bíblia relata que, "...na noite em que Jesus foi traído, tomou o pão, e partindo deu graças dizendo: tomai, comei, este é o meu corpo entregue por amor de vós, fazei isto em memória de mim. Semelhantemente tomou o cálice dizendo: este é o meu sangue, fazei isto todas as vezes em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice estareis anunciando a morte do Senhor até que ele venha." A ceia possui dois elementos símbolicos, o pão representando o corpo de Cristo e o vinho seu sangue derramado em nosso favor. Há muita importância em continuarmos a realizar essa cerimônia, por dois motivos: 1º - É uma lembrança do sácrificio feito por amor a nós até o seu retorno. 2º - É comunhão, não deve ser realizada com apenas uma pessoa, pois ele o fez com os seus discípulos. Representa a unidade que deve ter seus seguidores, participantes de uma mesma fé e esperança da promessa que ele fez em retornar. Houve algo simples, mas que muito chamou minha atenção nesse domingo. Sou Díacono e tenho como dever servir a ceia, quando estavamos para ceiar tomamos ciência de que uma pessoa estava sem os elementos símbolicos, ainda tinha pão, mas o vinho havia acabado o que me fez entregar o que estava na minha mão. O que faria agora? Ficaria sem participar? De jeito nenhum. Foi aí que peguei um copo e meio ousado tomei o que estava na mão de uma das nossas obreiras sendo esta por sinal minha sogra, e coloquei um pouco no meu, ao posicionar-me do lado da Díaconisa Bernadete, sem esperar a mesma colocou um pouco do que havia no dela. Assim naquela noite, sem dúvidas REPARTIMOS O PÃO E O VINHO. Como disse tão simples ocorrido, mas que nos passa um sentimento maravilhoso o qual posso afirmar ser o mesmo sentido por todos naquela mesa a uma média de 2000 anos atrás. Finalizo aqui lembrando a todos, Jesus Cristo veio a este mundo e se entregou por amor de nós, ele o faria do mesmo jeito se só houvesse você. Um forte abraço.

2 comentários:

Bárbara disse...

Deve ter sido uma experiência emocionante...simples,mas ñ insignificante,especial!No início pensei que vc fosse relatar uma nova tranformação de água em vinho,rsrsrs...mas o milagre foi outro...abrir mão de algo q se tem em prol do próximo...sinal que o amor ágape se faz presente!Um abraço,irmão!Bárbara Suely.

DEUS É FIEL! disse...

A paz do Senhor!
parabéns pelas matérias apresentadas no blog é muito impotante resgatar os valores Bíblicos,e o amor fraternal entre os irmãos.
louvamos a Deus pela sua vida
meu diacono
dos seus lideres
Sidnei Cruz e Miss.Mari Jane

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
O trabalho Na Jornada pela Vida de Marcus Bittencourt foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.marcusbittencourt.com.