sábado, 27 de março de 2010

Eu, o relógio e o tempo (POESIA)

Paz seja com todos! Falando na última postagem sobre o tempo, achei nos meus arquivos uma poesia que fiz no dia 12/04/2007, aproveito para compartilhar a mesma com vocês. Por favor não reparem pois não sou nenhum poeta profissional, mas acho que dá pra o gasto (RISOS).

EU, O RELÓGIO E O TEMPO

Olhei o relógio,
ele estava trabalhando
e o tempo passando.

Lembrei-me que um dia meu relógio parou,
ainda assim,
o tempo passou

A vida é breve,
o tempo não para e a gente cresce,
passam os dias e a gente envelhece.

O tempo passa, seguimos nossa estrada
e um dia o tempo para
quando termina nossa jornada.

Feliz estarei
pois bom é saber
que meu tempo aproveitei.
Que segui meu caminho
com emoção,
e o mais importante
com Deus no coração.

Marcus Bittencourt

Um comentário:

glєвѕσn Dllιмα disse...

Belíssimo o tempo em sí é temeroso.
Saber utiliza-lo é verdadeiramente é uma dádiva.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Licença Creative Commons
O trabalho Na Jornada pela Vida de Marcus Bittencourt foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em www.marcusbittencourt.com.